Como evitar dores de cabeça na gestão do restaurante

Como evitar dores de cabeça na gestão do restaurante?

dezembro 28, 2020

Nem sempre o caminho mais rápido, curto e barato é o melhor para o seu negócio crescer de forma saudável. Existem algumas ações que podem poupar várias dores de cabeça ao fazer a gestão do restaurante.

 

Neste post especial, vamos te dar a letra de começar 2021 atuando super bem dentro e fora da cozinha. Confira!

 

Pesquise o mercado

 

Antes de abrir um restaurante ou na hora de reposicionar seu estabelecimento, alguns fatores podem ser decisivos para o sucesso da sua operação. São eles:

 

  • Local: entenda como é a movimentação na região do seu salão. Você está em uma área residencial ou comercial?
  • Público-alvo: sabendo o que está a sua volta, se pergunte: como esse público se comporta? Se você está perto de escritórios, esse público consome de uma forma diferente de universitários, por exemplo.
  • Horário de funcionamento: tendo conhecimento sobre onde e quem você atende, fica mais fácil saber qual é o melhor horário para disponibilizar seus serviços e discernir se será preciso abrir no turno do almoço, do jantar ou se vale a pena trabalhar nos dois horários.

 

Não (necessariamente) siga a moda do momento

 

Vez ou outra um estabelecimento se destaca por um produto específico. Aproveitando a onda de sucesso, mais empreendedores investem no mesmo segmento. Nem sempre é a melhor jogada.

 

Isso porque muitos fatores colaboraram para o êxito do primeiro a lançar a moda. A autenticidade, aquele produto ser a cara daquela determinado restaurante, o momento de lançamento, etc… Claro, nada impede que repetir a fórmula dê certo, mas para ter certeza sempre volte a conferir se aquele produto está de acordo com o seu público e com seu local de atuação, como comentamos no item anterior.

 

Estabeleça Padrões

 

Aqui está um item que vai te dar um sono (pelo menos um pouco) mais tranquilo! 😀

 

Estabelecendo padrões, tanto de atendimento, montagem de pratos assim como de processo internos, fica muito perceptível quando algo não está funcionando do jeito que deveria.

 

Saiba mais motivos para organizar a operação do seu restaurante e também como padronizar o seu atendimento.

 

Sempre se atualize

 

A gastronomia está sempre evoluindo. São processos novos, equipamentos melhores, novos métodos de preparação, novas soluções para o delivery e muito mais.

 

Para não ficar para trás, busque sempre informações da área e principalmente sobre o seu segmento, seja ele qual for.

 

Procure grupos no Facebook e Whatsapp de colegas de profissão. Até porque a dúvida de um pode ser a dúvida do outro e todos podem colaborar com experiências próprias e crescer juntos.

 

Siga os padrões de segurança

 

Adaptar toda cozinha e salão com as normas de segurança pode ser um processo um pouco maçante, mas acredite, vale cada minuto da sua atenção. Apertar o bolso para escolher um equipamento melhor agora, te ajuda a fugir imprevistos depois.

 

Seguindo os padrões estabelecidos, tanto de segurança como os de processos que comentamos antes, você evita situações como: desperdício de comida, acidentes de trabalho e até mesmo situações muito graves como incêndios.

 

Valorize seus funcionários

 

Quem faz a roda girar são as pessoas. Por isso, é importante ter cuidado com sua equipe.

 

Tratá-los com respeito é o mínimo. Você deve oferecer os treinamentos necessários para que todos estejam cientes das suas expectativas e saibam como fazer os processos dentro do padrão.

 

Além disso, cumpra todas as leis trabalhistas, respeitando horários, pagamentos, folgas, etc. Você não só estará valorizando seu funcionário, assim como se resguardando legalmente.

 

Sabemos também que muitos restaurantes são empresas familiares, neste caso, confira dicas para gerenciar os desafios de trabalhar em família.

 

Assuma suas dificuldades

 

Na dança do equilíbrio de pratos, nem sempre vamos conseguir segurar todos com o melhor jogo de cintura. Por isso, identifique as atividades em que você tem mais facilidade e em quais será preciso se desenvolver melhor ou contratar ajuda. Por exemplo, muitos donos de restaurantes acabam sendo ótimos na cozinha, mas tem dificuldade na hora de trabalhar com a parte de administração, definição de preços ou até mesmo com a gerência de pessoas.

 

Na internet, existem diversos conteúdos para buscar orientação e conhecimento. E não precisa ir longe, aqui mesmo no blog do Vitto, você encontra muita informação.

 

Mas, se ainda sentir dificuldade, não é sinal de fraqueza pedir ajuda, muito pelo contrário. Conhecendo quais são os seus pontos fracos, fica muito mais simples saber no que é preciso investir mais atenção e recursos, buscar um profissional especializado ou ainda fazer uso de um sistema de gestão para apoiar a evolução saudável do seu restaurante.

 

Dica de Podcast

 

E se restou alguma dúvida de que esses pontos podem fazer a diferença na gestão do restaurante, recomendamos que você tire um tempinho da sua rotina para ouvir esse podcast:

 

*Esse conteúdo foi desenvolvido pelo Vitto a partir das experiências compartilhadas pelos nossos clientes e também das histórias contadas nesse episódio.