# # # #

Como fazer um cardápio de restaurante moderno e funcional

02

ago

2017

A tarefa parece ser bem simples, mas não é raro ver cardápios de restaurantes que são pouco atrativos e nada práticos. Saiba como acertar!

Fazer um cardápio de restaurante é um item básico de qualquer empreendimento gastronômico, não há dúvidas. Mas na hora de criar um a prática muitas vezes se mostra bem mais complexa do que a teoria.

Isso porque é preciso equilibrar bem os pratos que serão servidos, direcionar o conceito ao perfil da casa, entender qual modelo de confecção pode ser melhor e adaptar a linguagem quando se coloca a informação online.

Enfim, há uma série de passos que precisam de atenção e vamos ajudá-lo a colocar seu cardápio de restaurante em ordem.

Antes de tudo: cardápio em harmonia

Se você acha que a harmonização de pratos com bebidas só conta na hora de servir, está enganado.

É importante pensar que as combinações entre os variados pratos que servir e as bebidas devem ser facilmente assimiladas e atender aos diversos paladares que provarão a comida do seu bar, ou restaurante.

Na prática:

Imagine que você é cliente de um restaurante italiano. Ao abrir o cardápio você se depara com o prato do dia: lasanha bolonhesa com batata frita. Faz sentido?

Pode até ser que você goste, mas podemos concordar que não parece ser a melhor opção, já que são duas opções de carboidrato, o molho da lasanha pode murchar a batata – que inclusive não é tão presente na culinária italiana – e ao terminar o prato você ainda pode se sentir “estufado”, como costuma-se falar.

 

Se você não é o chef, peça  consultoria para um. E se não for viável arcar com as despesas de um consultor, você pode:

– Buscar sempre experimentar o que serve

– Fazer testes com todas as possibilidades de combinações

– Buscar por opiniões de quem esteja disposto a provar os itens do cardápio

E pode ser que você ainda esteja em dúvida se vale mesmo a pena se esforçar tanto para alcançar um certo equilíbrio nos itens do cardápio. Por exemplo:

“Mas meu negócio é um Delivery de churrasco, não tem muito o que fazer. “

Sempre tem como melhorar o serviço oferecido. Pense em molhos que possam acompanham carnes brancas e vermelhas, coloque tipos diferentes de cervejas como opção também.

Mesmo que você venda “combos” prontos de espetinhos, dê opções de guarnições que realmente façam sentido com o prato.

Um cardápio de restaurante bem elaborado é aquele que faz com que o cliente tenha vontade de pedir praticamente tudo disponível, pois a combinação realmente parece gostosa.

Não se esqueça:

O fator “saúde” deve sempre ser um guia. Monte refeições que tenham valor nutritivo também, sem exageros.

Além de pensar nos pratos em si, é claro que o aspecto visual tem que estar alinhado com a proposta do negócio e facilitar a vida do cliente.

Confira  algumas dicas para acertar no design do seu cardápio de restaurante.

 

Cardápio de restaurante: o que evitar

É desagradável chegar em um local para comer e encontrar um cardápio velho, ilegível, ou ainda muito grande e pesado.

Esses e outros itens fazem parte da lista de erros que encontramos em diversos lugares. Para ter um cardápio de qualidade evite:

 

Erros de português

Basta um erro de português para perder credibilidade.  Qualquer tipo de comunicação que for repassada ao consumidor deve atentar para este item. Capriche na gramática.

Fotos de banco de imagens

As imagens têm que mostrar os pratos que são servidos e não imagens de refeições bonitas, mas que não estarão na mesa do cliente.

Você pode até pensar em citar que trata-se de uma imagem ilustrativa como uma solução, mas o ideal é ilustrar o cardápio só com imagens dos pratos reais. Não engane o consumidor.

Má qualidade na impressão

Além de passar a impressão de que falta profissionalismo, uma impressão ruim pode tornar o cardápio de restaurante ilegível.  Não corra esse risco e evite retrabalho.

Invista diretamente em um fornecedor que entregue qualidade.

Descrições extensas dos pratos

Seu cliente não chegará até a sobremesa se antes passar por longas descrições dos pratos. Informe o essencial.

Deixe que o garçom dê as explicações sobre o procedimento na cozinha, ou tire as dúvidas que surgirem.

 

Erros nos preços

Contar com um valor e receber uma conta com números diferentes do cardápio é um erro fatal. Sempre que houver alguma atualização mude imediatamente os cardápios.

Tamanho exagerado

Alguns restaurantes optam por colocar todas as informações de uma só vez, apresentando um cardápio no tamanho de uma tela de iMac – parece exagero, mas alguns ainda fazem assim – que mal cabe nas mãos do cliente. Isso é um tanto quanto desconfortável.

Preze pelo simples.Um cardápio menor e bem organizado pode agradar mais o consumidor.

Manter cardápios desgastados em uso

Se o cardápio já estiver:

  • Desmontado
  • Sujo
  • Com as imagens mais claras
  • Rasgado

Troque. Simples assim. Não há como fazer alguma venda se o cliente não se sentir confortável em pegar o cardápio de restaurante para checar as opções.

Excesso de informações (cores, imagens e títulos em destaque)

Deixe a mistura de cores, os títulos exagerados e as imagens variadas para os banners de carnaval. Seu cardápio, assim como um site, é seu cartão de visita.

Muita informação vai tirar a atenção do consumidor e ele terá dificuldade em encontrar os itens que deseja.

Nomes de pratos que dificultem o pedido

Pronúncia difícil, nomes longos, ou ainda que não remetam aos itens do prato que será servido costumam dar um nó na cabeça do cliente.

Evite confusões e simplifique os nomes das refeições. É mais fácil de assimilar o que virá, é simples pedir e não haverá constrangimentos.

Traduções no mesmo cardápio

É muito importante traduzir seu cardápio de restaurante para outro idioma, é verdade. Mas o faça em materiais separados.

Colocar as traduções junto com os itens em português deixará o cardápio muito extenso e a leitura não fluirá bem.

 

Cardápio de restaurante online

O mundo online sempre exige um tratamento diferente já que é um ambiente prático, mais versátil e que pede por agilidade.

Aqui estão as dicas específicas para a versão online do seu cardápio de restaurante:

Menos é (sempre) mais

O excesso de informações pode atrapalhar aqui também. Opte por descrições breves e uma lista de opções enxuta, pois assim o cliente pode navegar por tudo e decidir com base em um cardápio completo.

Foto bonita mas compacta

A foto tem que ser bonita e real, como já falamos, mas no caso do cardápio de restaurante na versão online é importante otimizar o tamanho das imagens, caso contrário o carregamento da página pode ficar muito lento.

Navegação amigável

Lembre-se que o consumidor terá uma única tela, seja no desktop ou mobile, para passear pelo cardápio. Por isso é preciso investir em algo dinâmico, que guie o cliente por um sequência de compra que faça sentido.

Cores também em harmonia

O fato de visualizar as informações em uma tela eletrônica também chama atenção para a questão das cores. Tons muito “gritantes” podem atrapalhar a leitura. Letras em tons claros podem tornar o cardápio ilegível.

Mantenha os elementos da sua identidade visual presente e faça as adaptações necessárias.

 

Pronto. Agora você pode seguir esses passos e repaginar seu cardápio para que fique moderno, atrativo e funcional.

Acha que esse post também pode ser útil para outras pessoas? Compartilhe em suas redes sociais!

 

Gostou? Comente