# # # # #

6 tendências de equipamentos para cozinha industrial

03

maio

2017

Confira alguns equipamentos para cozinha industrial que já fazem parte do mercado e inovam em tecnologia

Equipamentos para cozinha industrial são componentes indispensáveis quando se pensa em negócios no setor alimentício. A produção com alta demanda pede melhorias nesse ambiente, mesmo que se invista em um forno de pequeno porte.

Mas você, empresário, costuma ficar de olho nas novidades do mercado? Listamos alguns equipamentos dignos de uma cozinha high tech para você saber o que o futuro pode reservar ao seu negócio.

Confira!

 

Robô pizzaiolo

Começamos com uma inovação criada pela pizzaria Zume Pizza, no Vale do Silício. E se é do Vale já se espera algo bem diferente.

O equipamento: Trata-se de robôs que fazem parte de linha de produção de pizzas e, para deixar a história mais empolgante, ainda há um furgão que contém um forno na traseira para a pizza ser entregue bem quentinha.

O robô espalha o molho na massa cuidadosamente e, por meio de uma esteira, dá sequência ao processo para que alguns colaboradores possam colocar o recheio.

Um segundo robô retira a pizza dessa linha de produção e a coloca em um forno, para deixa-la pré-assada.

O processo termina no momento do Delivery, quando as pizzas terminam de assar no forno do furgão, a caminho do cliente.

Quem tiver curiosidade, pode conferir uma reportagem feita pela Bloomberg, que mostra todo o processo:

Temperatura certa com apenas um botão

Microempreendedores estão sempre em busca de soluções práticas. Para aqueles que possuem um espaço pequeno, os equipamentos industriais regulares podem ser um desafio, por conta do tamanho. Mas aqui vai uma opção que pode ajudar.

O equipamento: o The Control Freak, da marca norte-americana PolyScience, é utilizado por alguns estabelecimentos gastronômicos dos Estados Unidos. Compacto e com design arrojado, ele oferece um sistema de cozimento por indução que conta com 397 possibilidades de temperaturas para pratos específicos.

É possível controlar a intensidade com que a temperatura irá subir e sensores regulam a temperatura da superfície.

 

Assa, gratina e lava

Ter um forno que é uma espécie de ‘faz tudo’ na cozinha pode tanto ser uma ótima solução, como também levantar muitas dúvidas. Afinal, será que dá para confiar em uma máquina para atingir o ponto certo de uma assado, por exemplo, sem precisar de supervisão?

Há quem desconfie, mas a fabricante do forno SelfCookingCenter, Rational,  garante eficiência e precisão.

O equipamento: Por ser multifuncional, esse é o tipo de equipamento para cozinha industrial que pode chegar a otimizar equipes.

O destaque é para o gerador de vapor, o que garante bons resultados em panificação, crostas crocantes e assados no ponto certo. A fabricante ainda se baseou nos cinco sentidos e instalou sensores que percebem estágios de cozimento como o tamanho e a consistência do alimento.

As várias bandejas e a possibilidade de manter múltiplas programações ao mesmo tempo permitem que mais de um produto vá ao forno simultaneamente. Se algo ficar pronto antes, uma luz piscará indicando qual bandeja já pode ser retirada.

Esse equipamento ainda possui um sistema de limpeza automatizado.

Em fevereiro houve o lançamento do modelo XS, que tem proporções bem menores e atende pequenos e microempreendedores.

 

Intercâmbio entre o industrial e o domiciliar

Banho ideal

Sous vide, uma técnica muito conhecida utilizada por chefs, a qual permite que a comida, quando embalada a vácuo, seja imersa na água e chegue a temperatura ideal para preparo. Como obter a precisão de temperatura é a grande questão.

O equipamento: Já há muitos aparelhos que controlam a temperatura certa para um excelente sous vide, mas o destaque do termocirculador controlado da Anova é que ele pode ser tanto um equipamento para cozinha industrial, ou comercial, quanto para domiciliar, e possui alto potencial de precisão.

O equipamento ainda é interligado a um App, que pode notificar quando o alimento está pronto.

Com o temporizador e a configuração de temperatura, o cozimento se dá de maneira uniforme, mantendo a consistência e o ponto correto.

 

Garantia de sabor

Para aplicar a técnica sous vide é preciso manter os alimentos que serão cozidos selados a vácuo. E o mercado também inova nessa área.

O equipamento: A seladora a vácuo da linha profissional da Electrolux não só mantém o sabor e frescor dos alimentos por meio de um preciso sistema de selamento, como também inova no design.

Pelo visor digital é possível escolher o nível que se deseja de vácuo. Em poucos instantes tudo está pronto. É possível embalar alimentos pré-cozidos sem interferir no sabor, preservando-os de uma possível oxidação e diminuindo o gasto de energia no preparo posterior.

 

 

Além da cozinha

Do óleo ao combustível

Óleo de canola, de girassol, de soja, azeite, gordura animal. Quando algum desses itens precisa ser descartado, o que seu restaurante faz?

O óleo e a gordura não são itens que podem ir ao lixo normal ou, pior ainda, serem despejados na pia, pois isso pode contaminar o meio ambiente. E nem sempre há pontos de coleta para reciclagem. Mas a empresa americana SpringBoard Biodiesel deu um jeito nisso.

O equipamento: A máquina chamada BioPro 190 é um processador de biodiesel que transforma o óleo utilizado na cozinha em combustível para veículos a diesel. Esse equipamento surgiu em 2008, mas é válido colocá-lo na lista porque seu conceito vai perdurar no futuro.

O sistema é simples. Basta colocarna máquina:

  • Óleo de cozinha
  • Hidróxido de sódio
  • Metanol
  • Ácido sulfúrico

Depois é só ligar e esperar. Esses componentes químicos são fáceis de achar e o descarte do óleo deixará de ser um problema.

A máquina produz aproximadamente 189 litros de combustível, em processos que variam entre 48 e 11 horas de duração, dependendo do modelo.

 

Essas são algumas inovações tecnológicas do mercado que parecem promissoras. Quem sabe alguma delas não chegue até sua cozinha?

Achou interessante? Compartilhe!

Referências Bibliográficas

ZALESKI, Olivia. Inside Silicon Valley’s Robot Pizzeria. Bloomberg, 2016

PEARLY,  Tan. A nova tecnologia para a cozinha impulsiona as experiências culinárias. Intel, 2016

 

 

 

Gostou? Comente